segunda-feira, 29 de abril de 2013

CAMPO DE GOLFE: VERGONHA, VERGONHA! LICENÇA CONCEDIDA!



Golfe para Quem? - Página criada no Facebook em defesa da Área de Proteção Ambiental



CONCESSÃO DE LICENÇA


FIORI EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA, inscrita no CNPJ sob o nº 31.035.835/0001-00, torna público que recebeu a Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SMAC, através do processo nº 14/201.250/2012, a Licença Municipal De Instalação - LMI, com validade de 19 de Abril de 2017, para a Implantação de Campo de Golfe Olímpico,localizado na Gleba 2 da quadra 3 (parte), gleba 2 da quadra 4 e Lote 2 do PAL 31421 (parte) - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ.



Blog Somos Todos Intelectuais







Fica o lamento pela Área de Proteção Ambiental Marapendi, friamente retalhada pelo gestor do momento, que um dia foi “Prefeitinho” da Barra da Tijuca e também Secretário de Meio Ambiente.


Inacreditável.


OBS. Título de matéria publicada ontem no jornal O Globo foi ‘Os descaminhos da ocupação da Barra’.


Infeliz coincidência.




Blog do Pedlowski

SEMANA 22/04/2013 a 26/04/2013: O BLOG ANIVERSARIA, O POST MAIS LIDO, E O ROAD-SHOW DA MARINA NO IAB


Não obstante todos esses dados, não importa se a empresa
"X" ou “Y”, e o arquiteto “I” ou “J” estarão presentes na mesa do IAB.
 Discute-se o uso do solo na Cidade do Rio de Janeiro e a tentativa de
 transformar uma área pública, na prática, em terreno particular,
mesmo que os interessados afirmem o contrário sistematicamente”.




APOIO: PREFEITURA, INSTITUTO DO PATRIMÔNIO, IPHAN, ABIHRJ,  E VEREADORES.
Indicação sobre imagem Google Maps


Publicações da semana que passou
e textos mais lidos.



Os posts imediatamente anteriores, o Blog fez 1 ano – post mais lido foi sobre o famigerado Campo de Golfe que mutilará a APA Marapendi – e, no Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB, o palco foi da REX-Marina da Glória, mas as palmas foram para a plateia. As manifestações contrárias à proposta foram geraisNão houve CrôniCaRioca: o T-REX comeu.

NOTAS


1: Hoje, 29/04, às 18h, no IAB, haverá apresentação do projeto para construção de 'pier' na Zona Portuária,  parte do projeto de reurbanização da região, item que tem causado polêmicas.
2: Dia 30/04, terça-feira, às 10h, haverá mais uma rodada do ‘Road-Show’ da EBX-REX na ALERJ. Local – Palácio Tiradentes, Rua Primeiro de Março, s/n – rua batizada com nome que é a data da fundação da Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.
3: Na reunião dia 25/04, na SEARJ, foi decidida a criação de um abaixo-assinado que solicita o tombamento do QG da Polícia Militar, situado na Rua Evaristo da Veiga.  Será objeto de post específico, mas, fica aqui o link do abaixo-assinado desde já.
4: A página do Facebook 'Preservação Prédios Históricos Pmrj', criada por Jorge Mendes, divulgou opinião sobre a proposta de construção no terreno da Marina da Glória, conforme segue.

Preservação Prédios Históricos Pmrj
 "O pretendido empreendimento comercial trará considerável perda de qualidade de vida no espaço público do Parque do Flamengo, mormente no espaço urbano abrangido pelo bucólico bairro da Glória. Uma agressão à belíssima paisagem urbana. Um verrugão em rosto bonito. O IPHAN jamais poderia aprovar agressivo projeto. Rejeitado no IPHAN/Rio, o projeto foi levado ao IPHAN/Brasília, através de Recurso Administrativo, onde obteve pré-aprovação. O Recurso à Brasília, encaminhado pela MGX Empreendimentos Imobiliários, deu-se por orientação da Superintendência do IPHAN/Rio. É o que consta da página 490, que faz referência à página 373, do procedimento de aprovação prévia do projeto. Acho que o ponto de vista contrário ao projeto também deveria merecer Recurso ao IPHAN/Brasília. Os frequentadores do Parque e da Marina e os moradores da Glória, Catete, Flamengo, Botafogo e Centro também merecem ser orientados sobre Recursos da parte do IPHAN. Mereciam também ter conhecimento prévio do projeto. Respeitamos os Conselheiros do IPHAN, mas o povo também deles merecem respeito”.


Boa leitura.

Blog Urbe CaRioca


"Prefeitura abraça T-REX"
Imagem: upnorthgeorgia.org


Segunda, 22/04/2013






POR BOSTON - CRÔNICARIOCA, de Andréa Redondo


Terça, 23/04/2013



Quarta, 24/04/2013



Quinta, 25/04/2013



Sexta, 26/04/2013

OBS.: Não houve publicação: O T-REX comeu a CrôniCaRioca!


ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL E LAGOA DE MARAPENDI
Imagem: Wikimapia

Os 10 posts mais lidos da semana
Para acessar copie o título na caixa de pesquisa acima.


MARINA DA GLÓRIA NO IAB: PALMAS PARA A PLATEIA

MARINA DA GLÓRIA: HOJE, ‘ROAD-SHOW’ NO IAB

PACOTE OLÍMPICO: O CAMPO DE GOLFE E A APA MARAPENDI

ANIVERSÁRIO DO BLOG E POST MAIS LIDO: CAMPO DE GOLFE

MAIS MARINA: A PROPAGANDA QUE ENGANA

MARINA DA GLÓRIA, NOVOS CAPÍTULOS

POR BOSTON

VERDE, QUALIDADE DE QUÊ?

RIO DE JANEIRO – HOTÉIS EM REFORMA, EM CONSTRUÇÃO, EM PROJETO, OU EM ESTUDOS

UM PROJETO REAL E VIÁVEL PARA O METRÔ DO RIO

PATRIMÔNIO DO RIO: DECISÕES ALÉM DA COMPETÊNCIA

QUARTEL DA PM, O QG DA RUA DOS BARBONOS: AO PÓ. OU NÃO.


Iluchar Desmons
Panorama da Cidade do Rio de Janeiro tomado de Santo Antônio a voo de pássaro - 1854. 
Vista tomada do Morro de Santo Antônio, vendo-se o quartel da Rua dos Barbonos
 (atual Evaristo da Veiga), hoje quartel da polícia Militar.


 Texto: Paisagem do Rio de Janeiro, George Ermakoff
Imagem:  Iba Mendes Pesquisa a partir da Biblioteca Nacional Digital do Brasil




quinta-feira, 25 de abril de 2013

MARINA DA GLÓRIA NO IAB: PALMAS PARA A PLATEIA


'Em qualquer situação é obrigação da prefeitura,
na qualidade de Poder Concedente, exigir
 que o gestor da Marina da Glória
 cuide das instalações corretamente'.


Parque do Flamengo - delimitação da área tombada
Imagem: página IPHAN


Na reunião promovida pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo – CAU e pelo Instituto de Arquitetos do Brasil – IAB, realizada ontem na sede deste, houve unanimidade entre os que se pronunciaram pelo menos em um aspecto. NINGUÉM foi a favor do projeto de ocupação da Marina da Glória/Parque do Flamengo com um empreendimento comercial. NINGUÉM.


Se algum defensor da proposta esteve presente, silenciou, ao contrário do que aconteceu na Câmara de Vereadores no último dia 02 quando, salvo exceções, houve elogios exacerbados à proposta, bem como defesa do projeto, do empreendedor e da empresa, em meio a omissões, argumentos fracos e improcedentes, e até sapatos sujos, como foi explicado em CRÔNICA DE UMA AUDIÊNCIA PÚBLICA ANUNCIADA: O “ROAD-SHOW”DA REX-MARINA.



Estávamos na Casa do Arquiteto.


A apresentação foi feita pelo autor do projeto, o bem conceituado arquiteto Índio da Costa. Elegante, sereno e seguro, discorreu sobre implantação no terreno, integração, ‘mimetização’ e respeito ao parque, arquitetura, paisagismo, uso dos espaços, e também sobre aspectos sabidamente questionáveis: as consultas ao IPHAN, as medidas do edifício, a apregoada e duvidosa disponibilidade de espaços para o público que teria livre acesso à Marina, e o programa arquitetônico – Centro de Convenções e shopping (ou conjunto de lojas, como prefere).


Achamos estranho que durante o processo de reconhecimento das muitas qualidades da área e das suas imediações tenha sido ‘identificado’ o Hotel Glória. Acreditamos que a situação foi inversa: a partir do Glória ou mesmo simultaneamente à compra deste, o terreno da Marina estava previamente identificado pela empresa como de interesse à construção. A não ser que o ramo imobiliário do grupo navegasse por outros mares, quisesse apenas cuidar da marina pública... Improvável, mas, tanto faz...



Indicação sobre imagem Google Maps


O projeto em si foi elogiado por sua beleza plástica, qualidade que tem servido para desviar o olhar do cerne do assunto, isto é, a proibição de construir um complexo comercial de qualquer porte no parque público non-aedificandi, proposta que nada mais é do que integrar empreendimento comercial triangular que uniria as construções ao Hotel Glória e ao futuro Hotel Parque do Flamengo na Avenida Rui Barbosa, o edifício pertencente a clube endividado e posteriormente cedido... ao mesmo grupo empresarial. Curiosamente, a transformação de uso do prédio da Rui Barbosa foi possível graças à mudança na lei urbanística feita em 2010 especificamente para tanto.




Das várias intervenções destacamos: o arquiteto e professor Luiz Felipe Machado, pesquisador e estudioso da arquitetura modernista, defendeu o projeto geral de Affonso Reidy e o desenho de Amaro Machado para a Marina; Alexandre Antunes, representante da Associação de Usuários da Marina da Glória, afirmou que o projeto não contempla a náutica; o arquiteto Pedro Lessa defendeu a área pública, questionou o papel das instituições e entende que o IAB deveria posicionar-se perante o prefeito e opinar pela a manutenção do parque como tal; também demonstrou preocupação em relação à demolição dos prédios dos Batalhões da PM pelo governo estadual.




Estadão
Na fala e nas respostas cordatas da EBX-REX, direcionadas aos seus interesses, por óbvio destacamos inúmeros auto-elogios, a insistente menção ao IPHAN (Nacional - Brasília, DF) e aos esforços para atender ao solicitado pelo instituto - que deveria ser o guardião do parque, mas ora o despreza; as afirmações equivocadas de que o IPHAN determina o que pode ser feito na Marina, que o projeto atende a todas as leis (?); e a constante auto-promoção ao divulgar as virtudes da empresa e os inúmeros benefícios que o projeto trará - por exemplo, a despoluição da enseada com a doação de 5 milhões à CEDAE (?), a revitalização da vizinhança com a ligação ao bairro da Glória (?) e a recuperação do entorno do Outeiro da Glória (?).



As últimas afirmações, não pertinentes à Marina, beiram o ridículo, mas comprovam a hipótese do triângulo particular criado à custa daquele bem de uso comum. Melhorar a vizinhança da Igreja é melhorar a zona de influência do Hotel Glória, bom para a cidade, para o bairro, e... para o hotel, é claro!



apresentação da advogada e professora Sonia Rabello apontou aspectos graves que comprometem as pretensões de empresário e prefeitura. Informou que a empresa não é concessionária da área pública e, sim, detentora concessão de uso das instalações, o que não lhe dá o direito de construir; discorreu sobre aspectos de natureza jurídica, os objetivos e especificidades do tombamento, os antecedentes relativos à gestora EBTE que a REX sucedeu, as diferenças entre o projeto de Amaro Machado e a nova proposta; e mais: informou sobre 'guerras de liminares', a decisão de 2ª instância que confirmou ser a área non-aedificandi, e até o roubo do caminhão (!) que levava o processo judicial para Brasília, onde seria analisado o recurso à sentença que determinou a retirada dos toldos e o retorno às características originais da Marina.


Mencionou ainda que em 2006 o IAB emitiu parecer contrário sobre projeto semelhante.


Os esclarecimentos da jurista lançaram luz sobre o real significado da busca pela autorização do IPHAN que já dura 3 anos, alardeada como ato de respeito às normas embora nenhuma lei urbanística ampare o pretendido: embasar os argumentos da empresa no recurso à decisão judicial. Com o ‘de acordo’ do IPHAN ainda que este não tenha poderes para tanto, talvez o processo desaparecido ressurja das trevas.




Revista Piauí - Estadão

O "X" da questão está em querer usar a belíssima área pública para fins particulares e comerciais sob o falso argumento da revitalização. É O Elefante. O resto são Formigas, adereços.







A CEDAE deve fazer o que lhe cabe sem depender das “bondades” de quem deseja despoluir o local em interesse próprio. Não é necessário construir um Centro de Convenções no parque público para que ninguém estrague o sapato quando andar pela Marina.






"Prefeitura abraça T-REX"
Imagem: upnorthgeorgia.org
Em qualquer situação é obrigação da prefeitura, na qualidade de Poder Concedente, exigir que o gestor da Marina da Glória cuide das instalações corretamente, jamais abraçar a proposta.


NOTA: Perguntamos à mesa – então composta pelo representante da empresa e pelo autor do projeto de arquitetura – em que leis se basearam para elaborar proposta e projeto.


Não houve resposta.




TV BRASIL - NOTICIÁRIO 24/04/2013 - 21H



quarta-feira, 24 de abril de 2013

MARINA DA GLÓRIA: HOJE, ‘ROAD-SHOW’ NO IAB


REUNIÃO COM EBX-REX, PREFEITO, IPHAN NACIONAL,  VEREADORES do RIO, e MÍDIA
Às 18h, discussão sobre As Formigas enquanto O Elefante caminha a passos largos.
Imagem: Estadão



Como foi explicado semana passada no post MARINA DA GLÓRIA, NOVOS CAPÍTULOS o road-show da empresa que pretende construir Shopping e Centro de Convenções na parte do Parque do Flamengo onde funciona a Marina da Glória prosseguirá hoje, dia 24, às 18h, com a apresentação pela EBX-REX e pelo arquiteto autor do projeto na sede do Instituto dos Arquitetos do Brasil-IAB, evento promovido pelo CAU/RJ e pelo IAB-RJ.


Repetimos à exaustão que a marina é um equipamento urbano público da Cidade do Rio de Janeiro, área non-edificandi onde são admitidas apenas as construções previstas no plano dos anos 1960, características que o tombamento protegeu: localização, volumetria e usos. E que não precisaria haver debate porque Os Mistérios não Interessam.

Nesse período também ficou claro que a proposta conta com o apoio da Prefeitura, do IPHAN Nacional (Brasília), de diversos vereadores, e até de alguns veículos de comunicação.



O QUE PENSA O ELEFANTE?
"IPHAN NACIONAL (Brasília), tudo certo, ufa! Vereadores me amam (quase todos).
Só falta o OK Prefeito do Rio. Fico um pouco preocupado porque sou um fora-da-lei.
Mas, dá-se um jeito. Marina da Glória, estou chegando"!

Imagem: Internet


Do outro lado estão a parcela da população que criou dois abaixo-assinados contra a construção e o desvirtuamento da função original da área; arquitetos e urbanistas; poucos vereadores; associações de velejadores; a Federação das Associações de Moradores; a jurista, professora e ex-vereadora Sonia Rabello que teve papel fundamental em 2006, época da primeira tentativa de usurpação do espaço, e recentemente, quando a EBX-REX devastou o bosque de piqueniques.


Em 04/04/2013 o Blog Verde informou que a prefeitura quer 8% do faturamento da Marina.


A Associação de Usuários da Marina-ASSUMA acusou a empresa de mentir na “audiência pública” realizada na Câmara de Vereadores.


O Blog do Colunista de George Vidor, por sua vez, fez relato sobre o Hotel Glória, a revitalização da vizinhança, e a transformação da Marina (Obs.: O Glória - que pertence ao grupo - e o futuro hotel na Avenida Rui Barbosa, também da EBX, por óbvio são o motivo pelo qual o concessionário quis a concessão: ampliar seus domínios com o terreno da Marina, no escopo de um plano maior).


No dia 20 último a economista Miriam Leitão afirmou que o empresário em pauta ‘tem uma forma discutível de fazer negócios’ e discorreu sobre a fragilizada situação econômico-financeira da empresa, amplamente informada no noticiário especializado.


Não obstante todos esses dados, não importa se a empresa “X” ou “Y”, e o arquiteto “I” ou “J” estarão presentes na mesa do IAB. Discute-se o uso do solo na Cidade do Rio de Janeiro e a tentativa de transformar uma área pública, na prática, em terreno particular, mesmo que os interessados afirmem o contrário sistematicamente.


Na Marina, Este Projeto é Impossível, é ilegal. As autoridades responsáveis sabem, e silenciam. Por isso vale recordar: não existe discricionariedade fora da lei e nenhum empresário poderá receber tal autorização. Nem X” nem “Y”. Nenhum arquiteto poderá ter seu projeto aprovado, por melhor e mais bonito que seja. Nem I” nem “J”.




T-REX, O PREDADOR DO PARQUE DO FLAMENGO.
Na imagem não aparecem seus assistentes PREFEITU-REX e IPHAN-REX.
Imagem: Infoescola


terça-feira, 23 de abril de 2013

ANIVERSÁRIO DO BLOG E POST MAIS LIDO: CAMPO DE GOLFE


Internet



HOJE O BLOG COMPLETA 1 ANO.


Foram 47 mil visualizações no período. Muito obrigada a todos os amigos que têm prestigiado e divulgado os textos em suas redes sociais, e aos que têm colaborado para enriquecer os debates com o envio de artigos e sugestões!


Agradecemos em especial ao Portal Vitruvius que antes mesmo da existência do blog publicava nossas ideias em sua importante página de arquitetura e urbanismo.


Aos colegas blogueiros que acrescentaram feeds do Urbe CaRioca e links dos artigos em suas páginas, entre eles Miguel Gonzalez (blog Metrô do Rio), Sonia Rabello, à Newsletter Ex-Blog, e à equipe do blog Cidade Inteira, a nossa gratidão. E, cabe lembrar que veículos de imprensa e sites levaram algumas de nossas análises 'urbano-cariocas' para o grande público, motivo de satisfação.

E, é claro, a quem incentivou a criação do blog: Marilia Martins, editora-chefe e jornalista responsável pela Revista Portfolio.


Aproveito a data para republicar o texto mais lido até hoje. O post PACOTE OLÍMPICO 2 – O CAMPO DE GOLFE E A APA MARAPENDI teve mais de 2300 visualizações diretas, não computadas as visitas via outros sites de buscas. Infelizmente a lei foi sancionada e a reserva parece estar mutilada para sempre, corroborada pelo DECRETO DISCRETO.


O texto contém análise do projeto de lei que transformaria parte da reserva ambiental de Marapendi, na Barra da Tijuca, em um Campo de Golfe dito ‘olímpico’ no conjunto de propostas que ficou conhecido por Pacote Olímpico 2, voltado para o mercado imobiliário(O Pacote Olímpico 1 cuidou das benesses urbanísticas para a construção de hotéis, entre outras também dirigidas a mudanças nas leis de uso do solo).


Esperamos que o prefeito poupe o Rio do grave erro que será ocupação do Parque do Flamengo/Marina da Glória e que o QG da Polícia Militar que abriga 200 anos de história permaneça e seja revertido para a cidade e sua população, deixando ao blog espaço para muitos Post.zitivos!


Para quem não conhece O CAMPO DE GOLFE E A APA MARAPENDI, boa leitura!



URBE CARIOCA

OUTROS TEMPOS...
Internet


segunda-feira, 22 de abril de 2013

SEMANA 15/04/2013 a 19/04/2013: QG DA PM, MARINA DA GLÓRIA, BOSTON



 
“Foi um prazer caminhar por Newbury Street, Boylston Street, ambiente agradável, prédios bonitos, lojas lindas, mas nada para o meu bolso. Mesmo assim tentei comprar um chapéu que protegesse as orelhas de um ventinho cortante".

Trecho de POR BOSTON


Newbury Street, Boston, USA
Imagem: The Boston Condo Loft

Publicações da semana que passou
e textos mais lidos.


Os posts imediatamente anteriores, um prédio histórico a ponto de ser demolido - o Quartel General da PM de 200 anos – e novidades sobre a Marina da Glória.

A CrôniCaRioca é uma homenagem à bela cidade que é Boston e à sua população, brutalmente atingidas.

Boa leitura.

Blog Urbe CaRioca


O Quartel General da PM, na Rua Evaristo da Veiga, será demolido a partir de 11 de agosto
Notícia: Jornal Extra - Foto: Gabriel de Paiva / O Globo



Segunda, 15/04/2013









Terça, 16/04/2013




Quinta, 18/04/2013




Sexta, 19/04/2013


CRÔNICARIOCA, de Andréa Redondo



BOSTON
Imagem: www.britannica.com


Os 10 posts mais lidos da semana
Para acessar copie o título na caixa de pesquisa acima.


QUARTEL DA PM, O QG DA RUA DOS BARBONOS: AO PÓ. OU NÃO.

MARINA DA GLÓRIA, NOVOS CAPÍTULOS

POR BOSTON

PACOTE OLÍMPICO: O CAMPO DE GOLFE E A APA MARAPENDI

VERDE, QUALIDADE DE QUÊ?

RIO DE JANEIRO – HOTÉIS EM REFORMA, EM CONSTRUÇÃO, EM PROJETO, OU EM ESTUDOS
QUARTEL DA PM, UM BOM COMBATE

SEMANA SANTA, SEMPRE EM PETRÓPOLIS

CRÔNICA DE UMA AUDIÊNCIA PÚBLICA ANUNCIADA: O "ROAD-SHOW" DA REX-MARINA

UM PROJETO REAL E VIÁVEL PARA O METRÔ DO RIO, Miguel Gonzalez